por Daniel Ruy Pereira

Sim, caro leitor. Por quê? Enquanto eu escrevo este artigo, minha playlist no Spotify está tocando o tema glorioso de Arquivo-X, e na sequência tem Aliens, A Marcha Imperial e, claro, o tema de Contato. Quando eu era criança, filmes como Independence Day, Contato, The Arrival, MIB, Contatos Imediatos de Terceiro Grau Arquivo X (a lista vai embora) dominavam minha mente. O N64 não ajudava com jogaços como Perfect Dark e Hybrid Heaven.*

Não tinha nada a ver com crença ou descrença em vida extraterrestre. Porque na época eu era crente. Você sabe como funciona o ceticismo, não? Vai lendo um pouco aqui, outro pouco ali, não tem evidências, sabe como é. Difícil acreditar em algo só porque os outros acreditam, não é? Prefiro o terreno mais seguro do agnosticismo-alienígena.

Mas eu adoro o clima de conspiração, de mistério e, sobretudo, de esperança de não estarmos sozinhos. De ter algo além do azul falso do céu. Porque o céu mesmo é preto pontilhado de estrelas. De dia olhamos para um reflexo do mar, não do céu. Mas à noite vemos como é depois da “esquina”. Grande, infinito, inalcançável, inatingível, incompreensível. A crença em alienígenas e sua hipotética intervenção em nossa civilização tem mais esperança cristã do que gostaria de admitir. Pense no que fazem os alienígenas:

  1. Vêm se relacionar conosco, por sabe-se-lá-Deus que motivo.
  2. Vêm compartilhar conosco sua “sabedoria”, seu “conhecimento”.
  3. Vêm “escolher” indivíduos para ser seus porta-vozes ao mundo.
  4. São mais evoluídos, melhores, mais avançados, mais importantes que nós.
  5. Vêm nos “julgar” por estarmos destruindo nosso planeta e sendo uma ameaça para os outros, e ao mesmo tempo nos “salvar” de nós mesmos. Podem inclusive nos levar embora um dia.
  6. Nos fazem olhar para o céu com a esperança de não estarmos sozinhos e te haver alguém que nos veja e que possa dar sentido à nossa realidade.

Agora troque o termo “alienígena” por “Jesus Cristo”. Ufologia é a necessidade e a vontade de ter organismos como nós lá, maiores, que venham se relacionar conosco. O cristianismo satisfaz essa necessidade pondo alguém Maior que nós, Alguém exatamente como nós e Alguém que vem se relacionar conosco. Não é muita gente – só três Pessoas.

You see, I want to believe. I just have something better. ;)

Notas

*Sei que faz bastante tempo que não posto. Uma daquelas fases atarefadas na vida deste blogueiro. Mas estou feliz. Se Deus quiser, em setembro terei terminado, FINALMENTE, depois de 4 anos, a tradução do livro “Invasão Alienígena”, de Gary Bates. De longe o mais importante dos projetos deste blog até hoje.

Anúncios