por Daniel Ruy Pereira

Para Bruna

Você tem muitos nomes,
Ó, Indesejada.
Você tem muitos métodos
Muitas pedras para jogar
Dentro de nossos poços mais preciosos

Você muda seu tom, sua voz
Hoje pode ser que sussurre
E amanhã, que grite
Porque você sabe que é Poderosa
Ninguém consegue te resistir, não
Você conquista quem quer que deseje
E tua cama é puro poder
e medo luxurioso

Sim, Imutável
Você exige nosso melhor
Você ceifa nossa ceara
antes que ela cresça
Ditadora, como te odeio!
Mas você me procura apaixonadamente
E eu não consigo resistir

As pessoas me desapontam,
Mas não você –
Você sempre vem
Mal-educada, primitiva,
Com doçura ou com agressividade,
Calma ou apressada,
Você jamais perderá um encontro
marcado e desejado apenas por você

Ninguém pode zombar de você,
Exceto Ele.
Você teve um encontro com Ele, sim,
O abraçou bem forte
O beijou, se deliciando em cada segundo
Ele te satisfez completamente
E você ficou orgásmica, convulsiva

Você realmente pensou
Que duraria para sempre, ó Ingênua?
Ele te deixou e te deu uma lição, não é?
Nunca um relacionamento foi tão rápido
Você ficou com Ele por três dias – só três dias!
E Ele te deixou
Porque Ele é mais poderoso que você,
Ó, Arrogante

Por causa Dele,
Um dia devolverei teu beijo
E nunca mais vou te ver,
Ó, Humilhada
Onde está sua vitória?
Onde está seu veneno?
Ele te fez parecer Patética

Anúncios