Artigo traduzido de: Creation 30(1):49, dez 2007-fev 2008. Título original: “Pascal’s Wager”. Copyright Creation Ministries International Ltda, <www.creation.com>. Usado com permissão.

por Russel Steyne

Tradução por Daniel Ruy Pereira

Você não adoraria compar-tilhar a mensagem do evangelho com alguém, em particular a mensagem do evangelho na criação, mas ninguém lhe dá uma oportunidade? Sentem que é desnecessário ou que não é importante gastar tempo discutindo a questão? Tente fazê-los considerar a Aposta de Pascal.

Blaise Pascal (1) é o cientista cristão do século XVII, homenageado com seu nome dado a uma unidade de pressão, o pascal (2). A pressão atmosférica nas previsões do tempo é muitas vezes informada em kilopascais. Blaise, como muitos pensadores de seu tempo, era também filósofo e teólogo. A Aposta de Pascal, que ele usou como “prova” de Deus (3), é frequentemente usada para ilustrar a teoria da decisão (4), com o objetivo de minimizar as perdas. Embora a Aposta de Pascal realmente não chegue nem perto de “provar a Deus”, ela pode ser útil em levar alguém a considerar a importância de investigar a realidade da existência do Criador.

Mas o que é a Aposta de Pascal? Pascal propôs que há uma de duas verdades no universo, e um de dois modos de viver em relação a essas verdades.

As verdades: ou Deus existe, ou Ele não existe.

Os modos de viver: você pode viver como se Deus existisse, ou pode viver como se Deus não existisse.

Combinando essas proposições, chegamos às seguintes conclusões:

  1. Se Deus não existe, e você vive como se Ele não existisse, você não perde nada (5).
  2. Se Deus não existe, e você vive como se Ele existisse, você não perde nada, mas ganha as vantagens de uma vida melhor.
  3. Se Deus existe, e você vive como se Ele não existisse, você está perdendo muito.
  4. Se Deus existe, e você vive como se Ele existisse, você não perde nada e ganha tudo.

Porém, viver como se Deus existisse envolve muito mais que apenas reconhecer Sua existência (“até mesmo os demônios creem – e tremem!”, Tiago 2:9, NVI). Envolve um reconhecimento da necessidade do perdão de Deus, por meio de Jesus Cristo. Ao usar a Aposta de Pascal, você pode ajudar os seus amigos a verem que estão jogando com suas vidas eternas. Se eles querem de fato minimizar suas perdas, é bom que se disponham a dar-lhe o tempo necessário para compartilhar com eles sobre a realidade do Deus-Criador e a necessidade de ser salvo das consequências dos pecados no iminente Juízo Final.

Referências e notas

(1) Lamont, A., Great creation scientist, Blaise Pascal (1623-1662), Creation 20(1):38-39, 1997; <www.creationontheweb.com/pascal>.

(2) Um pascal (Pa) é equivalente à força de um newton (N) aplicada à área de 1 m².

(3) Stumpf, S.E., Socrates to Sartre: A History of Philosophy, 6ª edição, McGraw Hill, Sidney, 1999.

(4) Por exemplo, Jeffrey, R.C., The Logic of Decision, 2ª edição, The University of Chicago Press, Chicago, 1990.

(5) Na verdade, viver a vida como se Deus não existisse, e portanto sem moral absoluta, causa uma perda imensa. Veja Cardno, S., The creation basis for morality, Creation 24(3):44-47, 2002 e <www.creationontheweb.com/morality>.